sábado, 23 de agosto de 2008

Audições

Into the Wild - OST

Nunca gostei de Pearl Jam e como tal antes de ver o filme nunca tinha prestado atenção a esta OST. Apesar de achar que perde algum encanto ouvir as músicas sem ter as imagens maravilhosas do filme, é uma banda sonora bastante aceitável.

Um bom disco para estar na playlist despois de ver o filme ou para acompanhar na leitura do excelente livro.

Neon Neon - Stainless Style

Fraco.
Um álbum fora de época. Uma voz claramente pouco adequada a este tipo de som com uma electrónica que por vezes faz lembrar os OMD e para isso os OMD dão conta do recado e com bastante superioridade.


Devil Sold His Soul - A Fragile Hope

Sublime.
Provavelmente o álbum que mais ouvi nos últimos tempos. É um dos álbuns que nos faz parar o que estava a ser feito para escutar cada acorde e vocalização com o máximo de atenção.
Quando se ouve este registo fica-se com a sensação que é composto por apenas uma faixa tal é a ligação que foi conseguida criar nas diversas passagens. Não fosse a numeração e o nome das faixas mudarem e diria que era apenas composto por uma única música.
Todas as faixas são excelentes e monumentais, constituindo umas das melhores propostas que ouvi até ao momento em 2008.


Asva - What You Don't Know Is Frontier

Mais um álbum de difícil "degustação". Se fosse há uns anos provavelmente aos primeiros minutos teria colocado de lado este álbum. Cada vez mais tenho a sensação que é preciso fazer um percurso de audição de várias bandas para que se possa gostar deste tipo de sonoridades.
Este álbum é um verdadeiro trilho sonoro que atinge o expoente máximo à terceira faixa em que se percorre várias fases incluindo uma majestosa pianada que encerra o ábum de forma perfeita.
O único registo que conhecia até à data era o split com Burning Witch e a partir de agora vão merecer muito mais a minha atenção.
Um álbum a ser vasculhado faixa a faixa e com novas particularidades a cada audição.

Cult of Luna - Eternal Kingdom

Ouvir este álbum é como levar um valente abanão. Tudo soa perfeito. O enquadramento instrumental com a voz é exemplar. Cada faixa é uma viagem de crescendos e decrescendos de ritmo acompanhados de forma determinante pela voz.
Mais uma banda com a qual tinha tido um contacto repentino e que merece claramente uma audição mais cuidada de todos os álbuns antigos.

Fleet Foxes - Fleet Foxes

Uma das bandas actuais mais apreciadas pela crítica.
A faixa "White Winter Hymnal" podia claramente constar numa compilação das melhores canções deste ano.
Devido à sua vertente mais acústica, este é o disco ideal para descansar e relaxar. Uma das boas propostas deste ano.


Crystal Castles - Crystal Castles

Um dos álbuns mais convicentes que ouvi este ano.
É certo que não criam nada de novo, no entanto, ligam partes electrónicas com vozes ora mais agressivas ora mais suaves, o que joga a favor da qualidade do som. É difícil ficar indiferente a este álbum e não ter vontade de dar um pezinho de dança quando se ouve o mesmo.
Uma banda a ter debaixo de olho.


Queens of the Stone Age - Era Vulgaris

Era Vulgaris deve ter sido o primeiro álbum de QOTSA que não abandonei a meio. Ao contrário do que aconteceu em álbuns anteriores considero quase todas as faixas interessantes.
No entanto, a música produzida não é do mais original que se possa encontrar, uma vez que a mesma fórmula parece ser repetida álbum após álbum.

2 comentários:

Luís disse...

Realmente o album de neon neon não é dos melhores que já ouvi e sem dúvida que por vezes a electrónica praticada deixa algo a desejar sendo disso bons exemplos o "raquel" ou "i told her on alderaan". mesmo assim acho que lhes vou dar uma 2ª oportunidade

::Andre:: disse...

Asva perfeito.
DSHS muito bom.
CoL perfeito.
Qotsa divorciei-me.